Informativo destaca parâmetros de confiabilidade para provas digitais

 

A Secretaria de Jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (STJ) divulgou a edição 763 do Informativo de Jurisprudência. A equipe da publicação destacou dois julgamentos nesta edição.

Em um deles, a Primeira Seção estabeleceu, por unanimidade, que compete às câmaras reunidas ou às seções especializadas dos Tribunais de Justiça processar e julgar as reclamações destinadas a dirimir divergência entre acórdão prolatado por turma recursal estadual e a jurisprudência do STJ, consolidada em incidente de assunção de competência ou incidente de resolução de demandas repetitivas, em julgamento de recurso repetitivo e em súmulas. A tese está fixada no AgInt na Rcl 41.841, de relatoria do ministro Mauro Campbell Marques.

No segundo destaque, a Quinta Turma decidiu, por maioria, que são inadmissíveis as provas digitais sem registro documental acerca dos procedimentos adotados pela polícia para a preservação da integridade, autenticidade e confiabilidade dos elementos informáticos. O processo, sob segredo de justiça, foi relatado pelo ministro Messod Azulay Neto.

Conheça o Informativo

O Informativo de Jurisprudência divulga periodicamente notas sobre teses de relevância firmadas nos julgamentos do STJ, selecionadas pela repercussão no meio jurídico e pela novidade no âmbito do tribunal.

Para visualizar as novas edições, acesse Jurisprudência > Informativo de Jurisprudência, a partir do menu no alto da página. A pesquisa de informativos anteriores pode ser feita pelo número da edição ou pelo ramo do direito.

 

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Informativo destaca parâmetros de confiabilidade para provas digitais

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!